sábado, 24 de janeiro de 2009

Templo


Não!
Ele não está na sinagoga.
Nem na austera mesquita.
Nem na suntuosa catedral.
Não está nos pagodes, nem nos templos hindus,
muito menos nas ruínas de templos antigos,
que as outras religiões não conseguiram suportar.
Ele habita no simples.
Ele mora em algo feito de carne e osso,
ou melhor,
num músculo-vermelho-vivo,
que lateja,
que pulsa,
que vive e revive.
O templo do Amor é o coração da humanidade.

16 comentários:

Bobagem com Mouse disse...

Muito bonito.
Isso que nos faz viver...
e muitos já o deixou morrer!

Ferrão PE... disse...

pô muito legal, e é sempre complicado comentar, belos poemas, porque é algo tão bem trabalhado e a pessoas vem com um comentário, sem sentido querendo se passar por entendedor...e ai complica, então como eu disse no começo, para não complicar, só posso te dizer que é bem legal...parabéns..

e obrigado pelo comentário no meu blog..

http://jcdavid.blogfatal.com/

por: j c david

Por Ricardo Cazarino disse...

olá..tens razão..templo do amor e da vida...é pulsante vivo vermelho vida...
Rapaz, show de bola o layout do teu blog!!! quero mudar o meu, pode me dar umas dicas para chegar perto desse? rs valeu
abs

Rosangela A. Santos disse...

É uma pena que algumas possoas esteja com o templo cheio de sentimentos nada bons...

Que o amor reine em todos os templos.. de todas as pessoas..

Abç.

Sampaiorama disse...

O templo do amor é algo tão frágil quanto o próprio, e tão e sem um ou outro morre, e sem qualquer um dos dois, a vida não tem sentido, ou não temos mais vidas.


Ótimo poema cara, mt bom o blog, com prazer que comento aqui, parabéns!

Vinícius de R. Rodovalho disse...

Os "templos antigos, que as outras religiões não conseguiram suportar" chamaram a minha atenção. Seriam estas as religiões de que nunca soubemos? Que mistérios as rondariam? Talvez, não importe. Afinal, o amor não está aí. Seu lar, como você bem apontou é mesmo esse músculo tão frágil e pulsante. Basta a gente aprender a encontrá-lo.

Antonoly disse...

"O templo do Amor é o coração da humanidade."
Sábias palavras!!!

guh disse...

PERFEITO!

ana disse...

nossa....que frase bonita! "Otemplo do Amor é o coração da humanidade"...
ja pensou se pega?
hehhe

parabéns!

http://redescobrindosp.blogspot.com

Petite Femme disse...

há de se lamentar uma coisa: o amor não é cultuado... o único culto que vejo hoje é o culto de si mesmo (mesmo entre a maioria daqueles que dizem o contrário).
fé no amor: cura para muitos de nossos males.

bjs

Lê Stabiili disse...

É esse amor que conduz minha vida...Meus passos e minha respiração!
Meu coração está sempre vivo e cheio de amor...ainda que não correspondido....Seja como o for, nada é perfeito!!!

Adorei aqui......vou acompanhar..
Abraços e boa noite!

LarissT. disse...

a problemática do amor!

edmilson disse...

Nessa hora de alegria, talvez mais do que em qualquer outra, sentimos a URGÊNCIA DE VIVER. Certa vez ouvi alguém dizer: * NÃO SERÁ PACIENTE *. À primeira vista, tal conselho parece ir de encontro a uma das qualidades mais valorizadas pela humanidade - paciência é uma virtude ! - No entanto, ao refletirmos sobre estas palavras, percebemos que elas contêm uma grande sabedoria. A IMPACIÊNCIA é necessária para remediar nossa tendência tão humana de protelar.

Brisa disse...

Nossa que blog lindo!! Uma combinação perfeita de palavras, de imagens. A gente entra e não dá vontade de sair nunca mais. A imagem do header é perfeita e a poesia de suas palavras encanta todos!!
Parabéns!!

Ah, o amor!! Está apenas no coração, nem precisa procurar tão longe!!

Abraços

Euzer Lopes disse...

Simples. Objetivo. Direto.
Pena que muitos corações estejam lacrados.
Mas os que estão abertos são fortes.
Eu acredito na humanidade.

palavras ao vento disse...

templo do amor...afinal o amor esta em tudo...e pessoas ainda que preferem o odio...bom blogg,,,bjoss