terça-feira, 28 de julho de 2009

Ela

terça-feira, julho 28, 2009 31 Comments


Sou louca por minha loucura.

Ela me entontece a ponto de não saber quem sou.

Minha loucura é febril, mortífera.


Temo minha loucura!

Ela é tão louca quanto eu.

Ela embrulha o meu estômago.

Lateja o meu cérebro.

Inunda a minha pleura.


A minha loucura penetra o meu intestino, o meu esfíncter.

Minha loucura acaba em excremento.


Astréia


sexta-feira, 24 de julho de 2009

Comunhão

sexta-feira, julho 24, 2009 24 Comments

Aqui está meu coração...

Toma-o!

Aqui está meu coração...

Sinta seu pulsar, seu calor inebriante,

sua grandiosa singeleza.

Veja-o!

Contemple o seu vermelho vivo,

suas veias bem feitas.

Ouça as batidas ritmadas

e vibre com a vida que emana de seu interior.

Sinta também o doce aroma que ele expele

nas manhãs ensolaradas.

Eu sei.

Não há como resistir.

Aqui está meu coração.

Toma e come!

Coma-o, mastigue-o levemente

e perceba sua amarga doçura

que apazigua e impele.

Engula meu coração.

Isso, engula-o!

E sinta o milagre espetacular

de minha vida em sua vida.

Sinta meu sangue em cada célula de seu corpo,

sinta meu coração no seu coração.

Sejamos um e ao mesmo tempo dois ou três.

Aqui está meu coração...

Eu me ofereço neste poema.

Desde agora e para sempre.

Se você o aceitar

armarei a minha tenda

em seu próprio coração

e cearemos felizes por sobre as águas translúcidas.

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Leitura

sexta-feira, julho 17, 2009 21 Comments

Li você...


Dissertei o seu corpo e

divaguei pelo seu rosto.


Senti o frescor dos seus cabelos e

escrevi sobre o seu colo.


Enunciei o seu cheiro e

discorri pelo seu torso.


Suspirei no seu ouvido e

sussurrei algo sentido.


Li você...


Dissertei sobre o seu ventre e

divaguei pelo seu peito.


Senti a força do seu abraço e

a maciez dos seus lábios.


Escrevi sobre a sua pele e

anunciei o seu calor.


Discorri sobre você e

rendi-me ao seu vigor.


Li

Você...


E lendo

sucumbi-me ao seu amor.




Astréia


quinta-feira, 2 de julho de 2009

Hoje

quinta-feira, julho 02, 2009 20 Comments

Hoje me sinto capaz...
de falar a verdade sem temer consequências
e também de escutá-la;
de amar o inimigo, de beijar o seu chão
e também de ser amado por ele;
de sorrir como uma flor
e também de chorar como chuva;
de gritar como um louco na avenida
e também de calar como um louco contido;
de oferecer tudo
e também de tudo receber.

Hoje me sinto capaz...
de ser verdadeiramente humano
e também de ser verdadeiramente Deus;
de sonhar a liberdade acordado
e também de vivê-la sonhando;
de voar no infinito azul
e também de manter os pés no chão;
de fazer tudo
e também de nada fazer.

Hoje me sinto capaz...
de olhar no olhar de alguém
e de perceber fascinado
que não sou o único
neste instante luminoso,
neste universo grandioso,
neste mistério glorioso
que se sente totalmente capaz
mesmo que seja apenas por hoje.


*Narciso*