quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

O outro


O outro é o outro.

Amo o outro porque é outro.
Eu sou eu.

O outro é o outro.

Não! Ele não é meu.

Ele não sou eu.

Não posso confundir.


O outro é outro e por isso brilha

e por isso merece toda a reverência.

A dádiva esta na diferença,

na invísivel distância

entre eu e o outro que me chama

e é chama

e me ama

e me seduz,

e me quer como irmão.

11 comentários:

Vinícius de R. Rodovalho disse...

Percebo algumas proposições principais em teu poema: a diferenciação entre si e o outro, e o posicionamento de um em relação ao outro.

Quanto a tal diferenciação, me pareceu um tanto forçada. Seria um reflexo da sua tentativa de se distanciar do outro, ou fixação por repetição (algo que você precisa aprender que é assim, de uma vez por todas e, para tal, repete-a)?

Quanto as características inerentes a cada um, o outro é posto num pedestal, ao passo que o eu-lírico é minimizado. E o outro se destaca em sua benevolência: quer somente o bem.

Resta-nos alguns questionamentos: seria o outro mesmo um outro? Ou não seria parte do próprio eu-lírico, a julgar pela já mencionada diferenciação forçada? E se não, quem seria esse outro? Uma pessoa boa, ao passo que eu-lírico não se imagina tão bom?

Enfim: gostei do teu poema. É daqueles que abre várias portas para questionamentos. E nisso, na minha opinião, está o seu valor. Também gostei do estilo.

Parabéns!

:)

pendriveblog disse...

Poema de fácil compreensão, e de muitas interpretaçoes/liçoes... gostei bastante... com uma musicalidade legal... muito bom
parabens...

___________
PEN DRIVE Blog
http://pendriveblog.wordpress.com/

Hendrick disse...

parabens pelo blog...
ta muito bom...
obrigado pelo teu comentario...
ótimo comentario.. ^^
e vc disse tudo neste teu poema:"A dádiva esta na diferença."
parabens

abraço!

REITOR disse...

hm... eu me perdi no começo, sakosaoksok mas entendi OO muito bom!

Whatyla disse...

huahuahua
q poema é esse hehe
legal vei, achei divertido
parabens aew

se der nos visite!
┌──────────────────────────────────┐
→ Blog Oficial: http://cbfbrasileirao.blogspot.com/
└──────────────────────────────────┘

amandaedalete disse...

Bom... Gostei, principalmente porque esse "outro" esta no sentido de duplo sentido...

LADY DARK ANGEL disse...

é vampire knight as imagens ele tm duas temporadas acho q vai ter uma terceira

palavraacida disse...

Bom pra quem ta começando eu tenho que dizer tu começou com o pé direito! Parabéns pelo layout e conteúdo!

RJ disse...

poema simples, direto, objetivo e que abre caminhos para alguns questionamentos..
parabens pelo blog!
abraços!

Daniel Leite disse...

Muito interessante este poema. Ele mostra a todos o quanto estamos em falta com o que chamaria de amor próprio.

Talvez tudo isso chame a atenção também quanto ao modo de olharmos para o nosso país. O Brasil não sabe por vezes reconhecer suas próprias virtudes e passa dias e noite rendendo homenagens a estrangeiros. Estes devem ser bem tratados, porém jamais idolatrados.

Até mais!

http://repercutiu.blogspot.com

renato disse...

Não sei por que, mas, lendo esse "poema", eu lembrei daquela aula que você falou sobre a coisa...Na realidade, saimos dalí ainda com aquela estrondosa dúvida de o que seria a coisa...

Tenho saudades daquela época..!


Parabéns pelo blog...Tá muito lindo!

By Kelvin