sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Amada

sexta-feira, setembro 24, 2010 10 Comments

Fiz para ti estes versos

Iluminados de nostalgia

Livre de qualquer ostentação

Onda do mar que me leva

Sois o sol que me guia

Ouves minha súplica, amada minha

Faça de mim sua morada

Invade e toma minha vida

Ainda que eu não possa enxergar