domingo, 21 de novembro de 2010

Este poema é para você

domingo, novembro 21, 2010 10 Comments
Este poema é para você.
Você que ama sem saber por que,
que, às vezes, chora nos tempos nublados,
que se encanta com o arco-íris depois da chuva.

Este poema é para você.
Que sente que existe luz no fim do túnel,
que ainda tem sonhos infantis
que ri de si mesmo diante do espelho frio.

Este poema é somente para você.
Que se cala e reflete,
que grita e se arrepende,
que sofreu de amor,
que ainda acredita na humanidade,
que inocentemente sabe que melhores dias virão
Este poema é para você*.

* as ordens dos fatores não alteram o produto poético,

por isso se o leitor quiser ler de baixo para cima também pode.

domingo, 14 de novembro de 2010

Convite

domingo, novembro 14, 2010 2 Comments


Há uma extremidade na face a qual me convida

Uma protuberância que me motiva

Não é uma simples necessidade, nem tampouco vontade

É somente o desejo íntimo de pura contemplação

É um conjunto de sabor e tato presumivelmente agraciado de ostentação.


Há uma parte da tua face que me fascina a querer tocar-te

Um fulcro levando-me a querer aproximar-se

Não é apenas uma vontade plena de sentir a chama dos teus lábios junto aos meus

É um impulso ardente do eterno ânimo de perder-me nos calientes beijos seus.


Há uma mescla de sensações não sentida, mas querida

Uma corsa fumegante penetrante em minha alma

Não é somente sentir os teus lábios, é provar o sabor dos teus beijos

É tocar o som harmônico do movimento

É extasiar-se com o acorde de sentimento.


Há uma espera por esse instante

Uma esperança de viver essa melodia impactante

Não é apenas um vago capricho ou impulso irradiante

É voar entre as nuvens e flutuar nas asas de uma canção

É o prazer da troca de dois corpos unidos em um só coração.


Há uma volatilidade

Uma louca e delirante vontade

Não é uma volúpia sorrateira

É uma vontade envolta na magia da sua agudeza

É simplesmente o convite

O chamamento, o íma da atração

É irremediavelmente a porta aberta do fogo em brasa da paixão.