segunda-feira, 19 de julho de 2010

O retorno de Astréia



Aquela que triste se foi logo voltará
Subitamente encherá de inaudita alegria esta
Terra de corrupção, de rancores tolos
Reorienterá o coração da humanidade com sua luz
E com simplicidade nos incitará a voar rumo ao
Infinito, onde ouviremos, em meio ao êxtase ozônico palavras doces…
Amor, ternura, paz, justiça, Amor…




Inspiração


4 comentários:

Giovan disse...

Que assim seja =)...agora sim deixando um comentário sobre o blog =)...abraço

Casa do Hippie disse...

Que o retorno venha com fortalezas infinitas sob o céu.

Abraços do Hippie

Kaerveck, o terravus. disse...

Muitissimo bem cunhado este poema!
Tanto que este eu li inteiro, a grande maioria leio apenas as 3 primeiras linhas...

Irosvalmen disse...

Poi sim, aí vemos o que queremos.

Mas talvez assim, não seja.