quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Diálogo para dizer adeus

- Adeus! Eu vou te deixar.
- Como assim "adeus, eu vou te deixar"?
- É simples...
- Onde está a simplicidade?
- Eu acho que é melhor para nós dois. Melhor para você .
- Não diga isso! Eu não sei viver sem você!
- Não precisa exagerar.
- Mas eu não estou exagerando.Você é tudo para mim. O que vou fazer sem você?
- Viver.
- Como assim?
- Você precisa de mim...
- Sim. Eu preciso de você. Eu te amo porque preciso de você. Fica!
- Ouvir isso me entristece. Qual o motivo para ficar?
- O meu amor! O meu desejo! Eu!
- São só palavras.
- Você me magoa falando assim.
- É inevitável. Dói muito, mas eu vou embora.
- Não! Por favor! Não...-choro-
- Sim! É sim! Está vendo aquela porta?
- Tô...-lágrimas-
- Eu sairei por ela e depois que sair talvez você chorará, gritará, mas com o tempo... com o tempo você perceberá que pode viver sem mim.
- Não! Não faça isso comigo!-segura uma das mãos-
- Me solte. Já disse que vou partir. Aceite minha decisão!
- Eu não consigo-soltando e chorando-
- Conseguirá -porta aberta-
-choro-
- Adeus -porta se fechando-
- Espera...-choro- Por que você está me deixando?
-sorriso nos lábios, lágrima na garganta: - Porque eu te amo.
-porta fechada-

#Narciso#

19 comentários:

Yuri [VerbALL] disse...

Gostei do formato do poema. Tenho visto poucos nessa linha de escrita. Realmente, gratz.

Vinicius Oliveira disse...

um poema diferente, gostei do estilo do poema que voce fez. parabens
http://viniciusoliveiraa.blogspot.com/ comenta?

Tatiane disse...

excelente,muito bem escrito,mais que Adeus doloroso acredito q depois deste adeus a pessoa ficou numa fossa danada hehehehe

Henry Barros disse...

cara, sinceramente... é muito melancolico e me deixou até mal, pode ser a verdade, mas quem vive de verdades não aproveita a vida

luizcarlospax disse...

Parabéns! gostei muito do seu poema.Você é uma celebridade de sabedoria... Abraços!!!!!!!!!

Josenilton disse...

Gostei do poema, as vezes acho que é porque não compreendi como deveria, mas a final quem escolhe o jeito certo de interpletar é o leitor, risos. Hipolito

Rifa disse...

Gostei muito,achei muito interessante.

http://www.rifado.blogspot.com/

Ronaldo Santos disse...

Que triste... me sentio dentro do texto agora... já quis fazer isso, mas me faltou coragem.

Até mais

weverdias disse...

Um poema de formato diferente mas legal.muito bom o blog.

Bruno (Binão) disse...

Realmente o formato é diferente e muito bom .

iMarty Turbo disse...

mt bom gostei

Karine Haruno disse...

Adoreeei! ^^
Parabens pelo blog!
Beeeijo ;*

Gustavo Lincoln disse...

Como eu disse, está nascendo uma geração de bons poetas. ainda bem q vcs tem blog!

comenta o meu

www.gustavolincolnadm.blogspot.com

Jess disse...

Ual.! Muito bom mesmo. amei o blog
te sigo !!! parabéns e boa sorte.

Tahiana Andrade disse...

Gostei do diálogo!
Gostei dos posts!
Gostei do blog todo!

Voltarei mais vezes!

Gustavo Lincoln disse...

é com felicidade que visito este blog mais uma vez e me encanto com o estilo inovador deste poema. Parabens, inovar é preciso!

Dá uma passadinha no meu, comenta lá ;)
www.gustavolincolnadm.blogspot.com

Lariissa Bruna ♥ disse...

Nossa!
Gostei muito do poema!
Mas é verdade, muitas pessoas deixam as outras por medo de amar e acabam sofrendo e machucando os outros. O amor é um sentimentos que precisa ser vivido a dois.

Beeijo;*
http://lagrimainterrompida.blogspot.com/

Gê da Boa disse...

Ótimo texto! Angustiante e ao mesmo tempo emocionante!

Abraços!

BRUNO disse...

é realmente é um pouco melancólico, mas gostei do texo, e tbm de seu layout muito bom :D