segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Do que falar



Não quero falar de galáxias, de estrelas
não quero falar do infinito
quero falar do mínimo
do ínfimo, do pequenino.

Não quero falar da imensidão
eu quero falar do chão
e da mão que planta
no chão a semente
que vai virar pão.

Não quero falar do elefante
da girafa, da baleia ou do leão
quero falar da formiga
que trabalhando noite e dia
se prepara para uma nova estação.

Não quero falar de alma
mas do corpo animado
do sangue, da veia, do pulmão.

Não quero falar do presidente
mas do eleitor faminto
que vendeu o seu voto
por um prato de feijão.

Não quero falar de adultos famosos
de mulheres de botox ou de homens musculosos
quero falar daquela criança magricela
que se diverte com bolhas de sabão
e sorri do nada
com os olhinhos fechados
mostrando o dente que falta.

Não quero falar de poesia
nem de simetria
nem da agonia de acabar
quero falar do verso
da letra o do reverso
e da dorzinha que fica
quando um verso começa do nada
prossegue sem saber porque
e termina querendo continuar.


>Narciso<

24 comentários:

simple_chi! disse...

Nossa, que lindo!! Muito lindo mesmo!!:OO
parabens!!!

layne disse...

as vezes eu falo que tá bom porque se criticar vem a pessoa atras de mim perguntar porques. mas dessa vez, eu vou falar que TA LINDO, porque realmente tá muito lindo esse texto.você escreve muito muito muito bem, é o tipo de texto que eu leio mil vezes, porque é muito bom :)

parabens !

layne disse...

ah, vou te seguir!

Gutinho disse...

Parabéns pelo Blog e por seus textos !

V disse...

Vc quer falar de nada, acaba falando de tudo...

Belas poesias, imagens muito bem escolhidas; se me honra com a visita, pode não se decepcionar, ainda que eu não escreva poesias como as suas:

http://o-quasar.blogspot.com/

Daniel Silva disse...

muito bom... para que falar de muito se o pouco ja eh tanto... e nele que está a beleza!

JaCoNa disse...

Ai, ai..... Mais que coisa hein?
Quanto talento!! Benza Deus! =D
Umas das poesias mais lindas que jah vi.... engraçado que eu li e parecia ki eu tinha escrito pq expressa td ki eu sempre quis dizer num poema!
Parabéns e SUCESSO! ;)

Jeferson Assis disse...

Gostei do post.
bela reflexão.

http://blogdojeco.blogspot.com/
Abraços.

Fernanda disse...

liiiiiiiiiindo!
amei, mesmo, da primeira palavra até a última letrinha *-*

Lúcia do Carmo disse...

Sem palavras, tudo que tinha q dizer já foi dito, cada poesia linda q vejo. Não sei nem como comentar.
Sucessos

Max disse...

Era isso que eu tava precisando hoje, do verso continuar... Mesmo sem métrica e coisas do tipo.
Gostei do que escreveu, ficou leve e livre, muito bom! =)

Hemylle disse...

Cara, e tudo isso que você quer falar acabar sendo também o que muitos gostariam de falar e não se permitem.
Adorei o texto!^^
=***

Gutinho disse...

Ola, desculpe se estou pedindo na seção errada, mas gostaria de saber se voces querem uma parceria ! aguardo resposta, ou enviem um email para gutohugen@gmail.com

http://gutohugen.blogspot.com/

- Luana Pina disse...

Adorei o blog *-* os post são mto bem elaborados e os textos e imagens também! Parabens :D

caroline caiana disse...

gostaria que você voltasse ao meu blog e me dessa sua opinião sobre a relação das cores agora, se fica melhor para ler.
Obrigada pela atenção, e ah! magnifico o seu blog, lindas palavras, lindo seu poema! parabéns!

Gutinho disse...

ok ;D

fico no aguardo de seu contato !

iti disse...

bonito
gostei msm..
http://www.maquinazero.com.br/o

Breno disse...

Há algo de cristão nesses dizeres: a dignidade se encontra na minoridade.

palavras ao vento disse...

as vezes as coisas pequenas...são melhores que as considerada grandes;;.

Habib Sarquis disse...

Grande poeta!!! Precisamos de mais blogs assim.

Blog: Cultura Dinâmica - www.culturadinamica.wordpress.com

AOS MEUS OLHOS disse...

parabéns cara, você realmente tem o dom com as palavras, continue na caminhada !
muitaspossibilidades.blogspot.com.br

Rafa disse...

Sempre com belos poemas, gostei

A Faca de dois (LE)Gumes
Olá!
A Faca de dois (LE)Gumes
Para acessar o texto o link direto é
http://cemiteriodaspalavrasperdidas.blogspot.com/2009/08/faca-de-dois-legumes.html
Cemitério das Palavras Perdidas
http://cemiteriodaspalavrasperdidas.blogspot.com/

dominiomarinho disse...

Po, muito bom mesmo!

Adorei o texto, principalmente aultima estrofe.

Tu tem um grande talento e pelo jeito sabe aproveita-lo muito bem!

Só é triste que pouca gente aprecie esse tipo e coisa, mas é como o Fabrício Carpinejar já tinha dito, poesia não vende livro, poeta que consegue a façanha de fazer seu nome vai ganhar dinheiro dando palestra.

Janine disse...

Muito lindo *-*