sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Fones de ouvido



Eu quero gritar
Eu quero gritar o meu amor
Eu quero gritar o meu amor por você
Mas você não quer ouvir
Você, com seus fones de ouvido,
Indiferente ao meu desejo avassalador
De gritar o meu amor no meio da rua,
Segue indiferente
Não olha para o lado, onde estou
E baixinho repete refrãos inaudíveis
De alguma canção
Que eu julgo ser de amor
  Aquele amor que quis gritar
E que você não quis ouvir.





2 comentários:

Anônimo disse...

Segue meu blog

http://www.apapenas.blogspot.com.br/

Esse é o meu face

https://www.facebook.com/leandro.passos.9

Natália Oliveira disse...

E há fones de ouvido ensurdecendo valores e sentimentos, infelizmente. Belo texto!