sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Alucinação


Estou alucinada por você

Meu pedaço de toucinho

Meu bocado de mau caminho

Meu odor feminino

Meu opúsculo equino

Meu quarto minguante

Meu elo extravagante

Meu nobre cavalheiro


Estou alucinada por você

Minha figura de linguagem

Minha sonolência adormecida

Minha arma mortífera

Minha febre sadia

Minha moléstia doentia

Minha alma inebriante

Minha exaltação estonteante


Estou alucinada por ti

Estou alucinada por

Estou alucinada

Estou

4 comentários:

Rafael A.M. disse...

Saudades de vcs, companheiros...Bom ano-novo...Abraços.

Astréia disse...

Bom ano para você também Rafael!Fiquei comovida com a poesia...Muito abrigada, Abraço!

A VIDA É UM ETERNO APRENDIZADO disse...

Olá!
É um grande prazer conhecer seu blog e poder ler o que escreves.
Acredito que quando escrevemos com prazer conquistamos amigos e fiéis amantes das palavras. Sabemos o quanto é difícil levar a nossa voz, as nossas angustias os nossos sonhos às pessoas. Mas o mais importante é saber que você e eu gostamos daquilo que fazemos.E acreditamos que o mundo pode se tornar bem melhor através de nossos escritos.
Grande abraço
Se cuida

Cliques Diversos disse...

Muito da hora e intressante estou seguindo !!
visitem o meu também
http://thebigdogtales.blogspot.com.