segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Será?


Será que vale a pena arriscar? Será que vale a pena oferecer, mostrar o lado ferido, a lágrima que rola, a dor no peito, a verdade que lateja nos pensamentos, na carne viva transcritos em poesias, histórias, reflexões, devaneios, como nós definimos aqui? Reflito sobre isso a um bom tempo. Talvez antes mesmo de partorir este blog com Astréia. Será que sou realmente lido, entendido ou compreendido neste mundinho virtual cujo o interesse por si mesmo, como Narciso “que acha feio o que nao é espelho” fala mais alto que qualquer tipo de atitude que se possa definir gratuita, ou seja, sem grande interesse, sem esperar uma retribuição, uma gratificação meramente psicológica e por conseguinte passageira?

Indago-me sobre isso porque percebo que a maioria dos blogueiros, segundo minha opinião, que é fundamentada em uma vida de blogueiro de quase 3 anos, são egoistas. Isso mesmo! A maioria dos blogueiros são EGOISTAS! Pensam somente em seu blog, em uma visitinha mediocre no mesmo, em comentários vagos e frios como os famosos “Adorei” “Muito legal” "Você escreve bem” e depois acrescenta-se “passa lá no meu blog” e colocam o endereço. É exatamente por essa relação mercantilista entre blogueiros que me pergunto se realmente vale a pena expor-se, oferecer aquilo que para nós é “sagrado”, importante porque diz muito de nós mesmos para pessoas que no final das contas colocam em questão o que acabei de escrever, ou seja, se o que escrevo é o que penso ou se é falsidade, criação fria somente para atualizar o blog.

É dificil ler alguns comentários que não dizem nada ou dizem aquelas obviedades que saturam. E no final das contas me pergunto: escrevo realmente para ser comentado, aplaudido, elogiado? Acho que não. Não mesmo! Quando publico, existe esta tentação, não posso negar, mas realmente escrevo porque existe paixão, existe um fogo que arde dentro e que no final pede para ser partilhado. A escrita faz parte de minha existência, do meu viver. É, enfim, uma forma de traduzir o que existe aqui dentro e independentemente de comentários fúteis seguirei escrevendo, pois não fazê-lo equivaleria a negar a mim mesmo.



17 comentários:

Seu Zé disse...

Eu levo a blogsfera com seriedade, daqui surgem muitas pessoas que acabam sendo profissionais da mídia, mas muito estão aqui por mera falta do que fazer, assim os comentários tão sem futuro que nós vemos, os blogs são a principal mídia da internet, estamos crescendo e vendo isso ultrapassar barreiras nunca vistas, os bogueiros tem que se conscientizar e para comentar só se for realmente algo relevante se não não precisa nem ocupar espaço no coment.

BLOGdoRUBINHO
www.blogdorubinho.com.br
www.twitter.com/blogdorubinho

Gêsa disse...

Quando eu comecei percebi isso. as pessoas entravam lá, falavam as mesmas obviedades e se promoviam.
Mas hoje em dia as maioria das pessoas que postam no meu blog, lêem os textos e são leitores assíduos. Expressam duas opniões e tudo mais. É claro que ainda têm aquelas que fala apenas " Lndo blog, gostei daqui"

Pedro disse...

Heeeey....
Ser blogueiro , pra mim é um vício!
Sabe quando eu entro em um blog que me interessa de verade eu leio e comento o que eu realmente senti!
Odeio receber os comentários "la la la" , essa metafora que eu criei pra falar daqueles comentários :"Legal , passa no meu blog","Adorei seu poema!", "Maravilhoso",e outros do gênero!
Ahh quanto a colocar os sentimentos , eu coloco meus sentimentos nos meus textos ,, nas minhas poesias e gosto que as pessoas vejam e tentem me ajudar!!

Abraço!
=)

Rodolfo Soares disse...

Esses comentários automáticos acabam com o blog, principalmente quando é um blog assim que possui bastante conteúdo (O meu já não é tanto assim geralmente o que se tem que comentar é 'kkkk' hehehe) Mas os blogueiros que já alcançaram o que pretendiam se tornam egoístas sim, não se dão o trabalho de visitar outros blogs, acabam se acomodando!

Abraços
www.borarir.com

patiinhu.com disse...

a oportunidade de estar em contato com diversas opinioes, cultura ja me deixam por participar da blogosfera..



=)

TSTD disse...

Acho que essa questão deve ser levantada em qualquer manifestação artística, pois em qualquer manifestação existe a pessoa que realmente se expressa e a pessoa que assiste e absorve alguma coisa. Mas acho tudo muito relativo, a partir do momento que a pessoa compreende o que esta escrito ela não precisa mostrar isso a você, tanto porque ela interpreta de forma diferente; você escreve uma coisa e a pessoa entende outra.Ela não precisa necessariamente TE entender.
Talvez todas as pessoas que não comentam sejam as que absorvem alguma coisa do seus textos, ou não.

Mattheus Rocha disse...

Vale a pena sim !!!

Escrever é uma terapia. Primeiramente, é preciso ser sincero consigo mesmo e escrever o que nos satisfaça e dê prazer, para assim passar credibilidade e uma vontade do leitor participar do seu Blog, interagindo.

Eu acredito que os VERDADEIROS Blogueiros não são egoístas, até porque um dos segredos de sucesso na Blogosfera é a troca, o convívio real, mesmo que virtual, com outros parceiros deste imenso universo.

Claro que há aquela galerinha que só se preocupa com quantidade de visitas e comentários, ao invés de qualidade e assiduidade. Mas estas pessoas são seres à parte dos verdadeiros objetivos do Blogueiro. Compartilhar e interagir.

Parabéns pelo Blog.

Um abraço !!

A.C Once Caldas - SM disse...

é vale a pena .. porque com os blogs, voce conhece noticias, fatos de todo o brasil, do mundo inteiro, eu acho interessante, gosto que as pessoas comentem em nosso blog e tal .. só não levo tão a sério quantos uns que ate brigam por algo .. mas o blog é uma forma de conhecer novos lugares :D

Escritor em treinamento disse...

Talvez não valha a pena, mas por outros motivos...

Falou em resistir a tentação de escrever para ser aplaudido, acho que lhe falta essa capacidade. Alguns escritores simplesmente não vingam, dentre estes me enquadro.

Já a algum tempo percebi que escrevo apenas por compulsão, seria um insulto aos grandes chamar minhas ideias de inspiração. Não seria esse o caso?

Observe que pouco afirmo, apenas indago, não lhe conheço, posso muito bem estar enganado. Pode ser que seu trabalho contenha alguma valia, afinal... mas se perde na infinidade da internet.

O ponto é que é um trabalho perdido, seja lá por qual motivo, do contrário não atrairia apenas abutres conforme sua denúncia.

Resta decidir o que fazer: se, como eu, escreve por compulsão, deixe estar; se, por outro lado, escreve por inspiração... seria um desperdício se entregar.

PS: também sou eu um abutre, comento esperando uma visita, mas procuro achar um blog interessante ao menos. Do contrário, não teria o que dizer... e isso é fatal para um escritor.

Ler por ler? Para isso tenho meus livros!

Afrodez disse...

belo blog adorei!

Leo - disse...

hehhehee, isso e de FATOOOO, uma verdade tbm acho blogueiros assim o tempo todo, antes eu ate xingava mas hj naun perco mais tempo com isso lanço meu link visito os blogs! tbm detesto comentarios vazio tipo!

UPPPP. que porra e UP? uma vez uma menina comentou UP? egua fiquei com raiva, temos que ler os pensamentos, temos que ler o que a pessoa escreve e assim descrever etc...

adorei o Desabafo!

By Coisas Esotéricas!

Afrodez disse...

to brincano.Tem certas pessoas q fazem esta mesma coisa,e nem ao menos leêm a merda do blog.Odeio isso.Eu to estudano me informano,pa um dia ser um problogger profissional...e desejo o mesmo pra todos vocês que acabaram de ler meu comentário.

Rui disse...

Vale a pena escrever...
entre os vários "gostei", tem uma pessoa que realmente gosta do que vc escreveu, e pode de alguma forma mudar algo nela...
é como um garimpo, eu acho

Educadores Ambientais disse...

vc deixou-se se apaixonar pela arte de pensar, de atravessar as barreiras das palavras, de verbalizar algo que para as pessoas comuns são incapazes verbalizar ou seja, os mistérios contidos nas palavras te visgaram ao ponto de nos levar, nós leitores deste blog ao impensável, parabéns minha amiga!

Renan Leal disse...

feliz aniversário, Blog! Ahahahaha... O meu estreiou neste sábado.

Nani disse...

Parabéns ao blog!!!!!!!!

Bruno Araújo disse...

Sem exigência externa, eis-me aqui:
Narciso
Como o seu nome é a história dele já o diz você não precisa disso. Ainda bem que no final do post voce descobriu. Ah, se todos nós descobríssemos esse segredo da vida. Olhemos para trás. Quem foi reconhecido no tempo que escrevia? [somente os paulos coelhos e os dan browns da vida - esses são folhas...] Isso só faz agente desviar do verdadeiro plano da escrita: LIBERTAÇÃO.
Escreva para você, seja narcisista mesmo. Somente aí é que você realmente vai transmitir o que você realmente é, e por meio disso,fazer com que parte das pessoas também se preocupem com elas mesmas. Talvêz assim, podemos criar uma sociedade menos idólatra e alienada (no sentido marxista do termo).
Escreva, mas olhe para si!