quarta-feira, 13 de maio de 2009

Como um papel vazio


Goze deste corpo.
Use-o do jeito que teu instinto imundo desejar.
beije-o
morda-o
arranhe-o
chupe-o
Penetre este corpo.

E depois,
quando terminar,
quando a vertigem passar
vá embora para para bem perto de mim.

Afaste-se deste corpo.

Deixe-o só
Como uma festa sem convidados,
como um papel vazio
que as palavras não preencheram.

18 comentários:

Val Yagami disse...

é como se o corpo não fosse eu?

Roberto disse...

hmm, é um bom estilo de blog,
gosto de coisas que me fazem pensar.


parabéns!

Fabricio bezerra da guia disse...

poesia interessante,foto tambem.

The Soul disse...

Poesia interessante...
Blog interessante :D

Jota disse...

Nossa que poesia heim,
GOSTEI DO BLOG!

http://aceiteourecuse.blogspot.com/

Rafael Max disse...

que poema é esse gente!

Äмbзr Gïrℓ ⅞ disse...

muito realista. muito impactante.

amei o blog, e a proposta dele.

Blog Suicide Virgin

thais disse...

Oi tudo bom, você recebeu dois selos de: "olha que blog maneiro".
clique aqui e confire:
http://thaischagas.blogspot.com/2009/05/selos.html

ABRAÇOS....

Jefferson Prime disse...

Nossa gostei do seu poema, são se sua autoria???

mais o que está logo abaixo desse: transição comporta quase que sobrenaturalmente momentos da minha vida, ao lê-lo pude refletir e gostei do que minha mente me fez compreender...

qualquer coisa:

http://eitapreulacampina.blogspot.com/

30 e poucos anos. disse...

Va embora para bem perto de mim !!!
Ótima frase

Rogerio disse...

poema diferente...mas muito interresante,,,,

Viivi disse...

interresante, algo diferente vazio porpem cheio de verdades , mais rude e sincero , algo de corpo simplismente por prazer.

gostei !!

si visitar-me click no diario de umanjo.. prometo vai gostar !!

joelson disse...

Muito forte essa poesia fez-me viajar na mais humana poesia...

Jéssica Modinne disse...

O ato apenas pelo prazer...
Poema interessante e, mais uma vez, desculpe por não ter comentado antes. =/

www.hoppipollablog.blogspot.com

fescenina disse...

me identifiquei mto com este poema... é bem complicada essa situação..

Puella Felix disse...

Perigosamente excitante! =)

Obrigada pela indicação!

Leonardo I disse...

Lindo. Sensível.

Escrevi algo com uma temática parecida em blog, se quiser conferir:
http://theboywhostolethestars.blogspot.com/2009/05/prostituta.html

Raiana Reis disse...

lindo poema, sensualidade e leveza, parabéns!
me visita também
www.tocou.blogspot.com - o que toca ao coração
ou www.raianareis.blogspot.com - poesias

escolhe um e comenta.