domingo, 8 de setembro de 2013

Transbordamento



Alguma coisa lateja aqui dentro.
Uma mistura de tristeza e alegria.
É mais um poema que transborda
Em pleno dia.
E tudo rima.
E tudo rima.
Em meio ao gozo grito
“Ai”.
Obrigado, Deus.
Obrigado, Pai.

Um comentário:

Angelo Augusto Paula disse...

E tudo pula dentro da gente!