terça-feira, 12 de junho de 2012

Eu descobri



Descobri que é difícil viver sem você,
Que a distância se torna presença em meu coração.

Descobri que sinto a sua falta
Cá dentro do meu peito,
Que cada palavra escrita se torna melhor sentida.

Descobri que é difícil viver da sua presente falta,
Do seu aparente desaparecer
 Aparecido do nada,
Da sua complacência em ouvir,
Do seu jeito ao sorrir.

Descobri que não basta conhecer o outro 
para saber que ele existe,
Que só existir não basta.
Descobri que é necessário
SENTIR



Imagens do filme “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain” dirigido por Jean Pierre Jeunet

2 comentários:

Rafael A.M. disse...

conheço essa história...abraços.

Sandro Ataliba disse...

Sentir é essencial.