domingo, 23 de novembro de 2014

Você em mim

domingo, novembro 23, 2014 0 Comments




Acabo de pensar em nada
E o tudo me veio a reboque    
Estou só no mundo, parada
Sou vento perdido do norte

A roda da vida engendrada
Caminha sem rumo no mundo  
Procurei sair na chegada
Cai em um buraco profundo

 Acabo de pensar em nos dois
A parte do todo separada 
Sua face coberta de brio
Na fome ainda não saciada

Descubro você em mim
Duas odes no alarido alado
Percebo o começo do fim
Dois amores eternizados